Skip to content Skip to left sidebar Skip to right sidebar Skip to footer

Solar da Frazoeira

Solar da FrazoeiraA Casa Solar dos Senhores do Vínculo da Frazoeira, ou apenas Solar da Frazoeira, ou Casa do Dr. Real é uma construção modernizada, com capela adornada de coro púlpito, etc., mas sem projecção de carácter religioso para o exterior.

No corpo da ermida há um silhar de azulejos de figuras e ornato (azuis e brancos), aqueles na parte superior, formando painéis e estes fazendo o rodapé. Os quatro que perduraram representam passos da vida de Santo Onofre, S. Bento, Santa Genoveva e Santa Maria Madalena.

O tecto da capela é de caixotões lisos, pintados de ornatos policromos emoldurando símbolos religiosos. No caixotão central, sobre o coro, está o brasão dos fidalgos: escudo com as armas dos Queirós, Sousas, Melos e Vasconcelos. Este brasão foi pintado posteriormente à decoração da capela dado que o dito brasão foi concedido a Higino Oto de Queirós e Melo em 8 de Maio de 1859.

O retábulo do altar é de talha setecentista. No nicho há um Crucifixo e um grupo da Sagrada Família com mãos, pés e rostos de marfim e com os corpos em madeira.

Nas paredes laterais da Ousia há dois quadros de pintura a óleo sobre tela, provavelmente cópias, um com uma Virgem e outro com o Santo Onofre. Este Santo Onofre deve ser cópia da tela de Domingos António de Sequeira, que está no Museu Nacional de Arte Antiga.